27/11/2015

Concurso de Presépios de Natal

Participa!
Entrega o teu Presépio na Biblioteca Escolar.

BIBLIOTECA MUNDIAL DA ONU


PRESENTE DA UNESCO PARA A HUMANIDADE INTEIRA !!! 


Já está disponível na Internet, através do site


Reúne mapas, textos, fotos, gravações e filmes de todos os tempos e explica em sete idiomas as jóias e relíquias culturais de todas as
bibliotecas do planeta. 

"Tem, sobre tudo, carácter patrimonial" , antecipou em LA NACION
Abdelaziz Abid, coordenador do projecto impulsionado pela UNESCO e outras 32 instituições. A BDM não oferecerá documentos correntes, a não ser "com valor de património, que permitirão apreciar e conhecer melhor as culturas do mundo em idiomas diferentes: árabe, chinês, inglês, francês, russo, espanhol e português. Mas há documentos em linha em mais de 50 idiomas".
Entre os documentos mais antigos há alguns códices pré-colombianos, graças à contribuição do México, e os primeiros mapas da América, desenhados por Diego Gutiérrez para o rei de Espanha em 1562", explicou Abid. 

Os tesouros incluem o Hyakumanto darani , um documento em japonês publicado no ano 764 e considerado o primeiro texto impresso da história; um relato dos azetecas que constitui a primeira menção do Menino Jesus no Novo Mundo; trabalhos de cientistas árabes desvelando o mistério da álgebra; ossos utilizados 

como oráculos e esteiras chinesas; a Bíblia de Gutenberg; antigas fotos latino-americanas da Biblioteca Nacional do Brasil e a célebre Bíblia do Diabo, do século XIII, da Biblioteca Nacional da Suécia.

Fácil de navegar: 

Cada jóia da cultura universal aparece acompanhada de uma breve explicação do seu conteúdo e seu significado. Os documentos foram passados por scanners e incorporados no seu idioma original, mas as explicações aparecem em sete línguas, entre elas O PORTUGUÊS. A biblioteca começa com 1200 documentos, mas foi pensada para receber um número ilimitado de textos, gravados, mapas, fotografias e ilustrações.

Como se acede ao sítio global?

Embora seja apresentado oficialmente na sede da UNESCO, em Paris, a Biblioteca Digital Mundial já está disponível na Internet, através do sítio:


O acesso é gratuito e os usuários podem ingressar directamente pela Web , sem necessidade de se registarem.

Permite ao internauta orientar a sua busca por épocas, zonas geográficas, tipo de documento e instituição. O sistema propõe as explicações em sete idiomas (árabe, chinês, inglês, francês, russo, espanhol e português), embora os originas existam na sua língua original.
Desse modo, é possível, por exemplo, estudar em detalhe o Evangelho de São Mateus traduzido em aleutiano pelo missionário russo Ioann Veniamiov, em 1840. Com um simples clique, podem-se passar as páginas de um livro, aproximar ou afastar os textos e movê-los em todos os sentidos. A excelente definição das imagens permite uma leitura cómoda e minuciosa.

Entre as jóias que contem no momento a BDM está a Declaração de Independência dos Estados Unidos, assim como as Constituições de numerosos países; um texto japonês do século XVI considerado a primeira impressão da história; o jornal de um estudioso veneziano que acompanhou Fernão de Magalhães na sua viagem ao redor do mundo; o original das "Fábulas" de Lafontaine, o primeiro livro publicado nas Filipinas em espanhol e tagalog, a Bíblia de Gutemberg, e umas pinturas rupestres africanas que datam de 8.000 A.C.

Duas regiões do mundo estão particularmente bem representadas:
América Latina e Médio Oriente. Isso deve-se à activa participação da Biblioteca Nacional do Brasil, à biblioteca de Alexandria no Egipto e à Universidade Rei Abdulá da Arábia Saudita.

A estrutura da BDM foi decalcada do projecto de digitalização da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, que começou em 1991 e actualmente contém 11 milhões de documentos em linha.

Os seus responsáveis afirmam que a BDM está sobretudo destinada a investigadores, professores e alunos. Mas a importância que reveste esse sítio vai muito além da incitação ao estudo das novas gerações que vivem num mundo audio-visual.


Pode ler-se em Português, Francês, Espanhol e Inglês. É só escolher a língua!

Biblioteca Digital Mundial Foi aberta terça-feira em Paris. É da UNESCO.
Aprendendo a navegar, podemos ampliar fotos, ler comentários e manuscritos raros... Passem para filhos, sobrinhos, netos, amigos...

www.wdl.org/pt/

25/11/2015

Como fazer um índice automático

Como fazer um índice automático no Microsoft Word 2010


Para um trabalho de pesquisa escrito ficar completo, um dos elementos a incluir é o índice. Existem várias formas de o fazer, sendo o índice automático a mais utilizada.
Existe um procedimento essencial antes da criação do índice num documento. Trata-se da formatação dos títulos e subtítulos contidos no texto. Para tal, deves utilizar os estilos. Estes são um conjunto de formatações de tipos, tamanhos e cores de letra que se podem aplicar a esses itens.
Portanto, a primeira coisa a fazer, depois de escrever o texto, é inserir a numeração das páginas e, depois disso, aplicar estilos aos títulos e subtítulos, selecionando-os um a um ou utilizando a tecla "Ctrl" para selecionar vários títulos e/ou subtítulos em simultâneo. Em seguida, clicar em Referências > Índice, escolher o tipo de índice que se pretende e aplicar.
Fica aqui mais informação para aprenderes a criá-lo. Basta clicar na seguinte hiperligação e seguir as instruções:


Como fazer um índice automático no Microsoft Word 2010

Aqui em baixo poderás assistir a um tutorial em vídeo que te ensina com fazer um índice automático no Microsoft Word.



Bons trabalhos! ;-)

19/11/2015

06/11/2015

Concurso Autor do Mês novembro/dezembro


Depois de leres com muita  atenção a informação sobre o autor, Jorge de Sena, estarás apto para responder corretamente a este questionário.

Podes também consultar a informação completa aqui.

Para responderes tens de entrar com o teu e-mail da escola. Se não conseguires, procura ajuda na Biblioteca.

05/11/2015

Autor do Mês de novembro e dezembro - Jorge de Sena


Pesquisa a informação sobre o autor Jorge de Sena, neste "time line"



e responde ao questionário online


Concurso "Na rota do mandarim" - Questionário




Vencedor do Concurso "Na rota do mandarim"

No Concurso "Na rota do Mandarim" dois alunos obtiveram a pontuação máxima. Por esse motivo, o prémio, um livro da Coleção "Os primos", foi sorteado no final do encontro com Mafalda Moutinho, no Cineteatro Jaime Gralheiro, no dia 3 de novembro de 2015.

Os alunos foram, o Gonçalo Ferreira Fernandes, 8º D, e João Miguel Marques Rodrigues,  8º F.

O João Miguel Marques Rodrigues,  8º F, foi o aluno sorteado.





Parabéns aos dois e a todos os participantes!  

Concurso Autor do Mês - resultados

Os vencedores do Concurso Autor do Mês são:

Maria Paiva, nº 13,  10ºD  -  4,5 pontos

Mariana Lopes, nº 15,  8º A - 4,5 pontos

Tatiana Carvalho, nº 19.  8º A - 4,5 pontos


Para veres os resultados dos restantes concorrentes, consulta o expositor da BE no Polivalente e a vitrina da Biblioteca.

Parabéns a todos os participantes! 
Já está disponível o Autor do Mês de novembro. 

Participa!

Encontro com Mafalda Moutinho - alunos do 8º ano

A Escritora Mafalda Moutinho esteve em São Pedro do Sul, no Cineteatro Jaime Gralheiro,  a convite das Professora Bibliotecárias.
Os destinatários da Escola Secundária foram os alunos do 8º ano.

A criadora da coleção "Os primos" falou dos seus livros e das suas "andanças" pelo mundo da escrita, tendo desvendado alguns mistérios da sua obra. 
As perguntas, sempre pertinentes dos alunos, conduziram-nos pelo universo narrativo e ficcional das obras da coleção e também pelas viagens da escritora, que respondeu a todos com grande clareza e enorme simpatia.
Também teve lugar a entrega do prémio ao aluno vencedor do Concurso "Na Rota do Mandarim", um livro da coleção "Os primos" que recorda os 260 anos do Terramoto de 1755. 
A habitual sessão de autógrafos  encerrou a sessão que agradou a todos os presentes.




Mafalda Moutinho em São Pedro do Sul - Kizoa Online Movie Maker

Contribuiriam para que este momento de promoção da leitura fosse isso mesmo, as docentes de Português do 8º ano, as Diretoras de Turma, os professores que acompanharam os alunos ao Cineteatro e os alunos que se disponibilizaram para fazer a apresentação e  animação do evento. 

BEM HAJAM!

A Professora Bibliotecária 
Lurdes Meneses

04/11/2015

A Importância da Biblioteca Escolar

No âmbito do Mês Internacional da Biblioteca Escolar, um dos desafios aos alunos foi:"Escreve numa frase a importância da Biblioteca Escolar". E os alunos escreveram:


- A biblioteca é importante para quem gosta de ler, mas não só, é bom para quem quer estudar, pois é um sítio silencioso; e também para quem precisa de uma breve explicação, pois há sempre um professor.
 Ana Paiva, 8ºD

- Para mim, a biblioteca é muito importante para uma escola porque dá muito jeito.
Toni Almeida,    8ºD

- A Biblioteca é um sítio para estudar, pesquisar e tirar dúvidas.
Tiago Santos,    8ºD

- A Biblioteca escolar é um espaço que nos ajuda a ter acesso a livros.
Gonçalo Fernandes,    8ºD

- A Biblioteca ajuda-nos a estimular a leitura e a estudar.
Guilherme Almeida Santos,    8ºD

- Ajuda-nos a estudar nos intervalos.
Gonçalo Figueiredo,    8ºD

- A Biblioteca é importante, porque podemos consultar o livro de que necessitamos.
Leonardo Carvalho,    8ºD


 - A biblioteca serve para procurar, pesquisar coisas de que precisamos para sabermos. 
Anónimo, 8ºD

- A Biblioteca Escolar tem uma boa organização fazendo com que tenha também um bom funcionamento.
Luís Miguel Pinto,    8ºA

- A Biblioteca é muito importante para os alunos, pois podem fazer pesquisas, ler, estudar e fazer os TPC, ou seja é um sítio de apoio ao aluno.
Tatiana Carolina Carvalho,    8ºA

- A Biblioteca escolar é um pilar da cultura e do conhecimento, pois serve para um pouco de tudo.
Beatriz Marques Rodrigues,    8ºA

- A Biblioteca escolar é um pilar da cultura dos alunos da escola.
Miguel Cardoso,    8ºA

- A Biblioteca escolar é bastante boa para estudar, apesar de  não vir cá muitas vezes.
Gonçalo Oliveira,    8ºA

- A Biblioteca é muito bem organizada.
Inês Fernandes,    8ºA

- A Biblioteca tem um bom funcionamento. Tem uma boa organização e tem boa assistência.
Maria João Caetano Coelho,    8ºA

- Aprender mais sobre os livros.
Pedro Miguel Lopes,    8ºA

- A Biblioteca é um local muito interessante.
Carlos Cabo,    8ºA

- A Biblioteca escolar é um local onde podemos pesquisar, ler, encontras coisas novas, podemos fazer trabalhos de pesquisa, ver filmes. A Biblioteca escolar é um local importante porque podemos aprender novas coisas.
Inês Bizarro,    8ºA

- Eu acho que a biblioteca é muito importante, pois possibilita-nos meios de estudo e de trabalho.
Mariana Lopes,    8ºA

- Podemos ler qualquer tipo de livro.
Henrique Girão,    8ºA

- A Biblioteca ajuda-nos a estudar.
Rui Pedro,    8ºA

- A biblioteca escolar é um local onde podemos aprender mais sobre as línguas, praticar mais a leitura e pesquisar coisas sobre o que quisermos.
Daniela Chaves,    8ºA

- A Biblioteca escolar é um pilar da cultura dos alunos e da escola.
João Martins,    8ºA

- Esta biblioteca escolar é o espaço muito bom para estudar, fazer os TPC, ir ao computador fazer powerpoints e outras coisas.
Gonçalo Manuel,    8ºE

- A biblioteca escolar é importante.
Daniela Gomes,    8ºE

 - A Biblioteca Escolar é um local onde nós podemos estudar e pesquisar.
Mariana Pinto de Almeida,    8ºE

-  Biblioteca é um espaço calmo, podemos descansar, ler, estudar e ir ao telemóvel e ao tablet.
Miguel Figueiredo,    8ºE

- A biblioteca é boa estudar, fazer os TPC e mais coisas.
Tiago Miguel Almeida,    8ºE

- A Biblioteca é um espaço interessante para trabalhar.
Gonçalo Ribeiro Barros,    8ºE

- A biblioteca seve para ficarmos mais cultos e sábios e com muitos conhecimentos.
Mariana Silva Pereira,    8ºE

- A biblioteca é fundamental para a aprendizagem.
Tiago Alexandre Rodrigues,    8ºE

- Gosto muito da biblioteca.
Anónimo

- A biblioteca é um lugar onde se pode aprender, estudar, ler e consultar.
Gastão Duarte,    8ºE

- A biblioteca é um lugar onde vamos ao computador, lemos livros, e podemos ver filmes, fazer os trabalhos de casa e aprender coisas.
Bianca Rodrigues Marques,    8ºE

- Acho que a biblioteca é um sítio importante porque os alunos podem estar mais informados. A biblioteca é um sítio onde se pode aprender.
Inês Cristina de Sousa Ribeiro,    8ºE